Canário e Passarinho









Página Inicial


Para saber mais...


Página Índice dos Compositores e Intérpretes


Ouvir Música Caipira





Os irmãos Antônio Bérgamo (Canário) e Pedro Bérgamo (Passarinho), nascidos em Altinópolis-SP, em 1934 e 29/06/1936, respectivamente, e que foram criados em Franca-SP, formam essa bem humorada Dupla Caipira Raiz. O Passarinho, com certeza, foi batizado com o nome de Pedro em homenagem ao Santo do seu respectivo dia de nascimento!

Curiosamente, 5 irmãos de uma família italiana se casaram com 5 irmãs de outra família também italiana e um desses casais são os pais de Antônio e Pedro Bérgamo!

Trabalhavam na lavoura e iniciaram a carreira cantando em festas na escola local, inicialmente com os nomes Canário e Canarinho.

E no ano de 1959, os irmãos Bérgamo participaram das eliminatórias do Segundo Torneio "Roda de Violeiros", que se realizou na Rádio Clube de Orlândia-SP e, com o sucesso alcançado, decidiram seguir para a Capital Paulista onde, de início, trabalharam no Lord Palace Hotel como faxineiros e, algum tempo depois, a jovem dupla se apresentou na Rádio Nacional (hoje Globo) no programa "Alvorada Cabocla", apresentado pelo Nhô Zé (José de Moura Barbosa nascido em Serra Azul-SP no dia 15/04/1923).

E foi na Paulicéia Desvairada que eles gravaram 3 discos 78 RPM com o nome artístico Canário e Canarinho. O primeiro deles em 1961, com as músicas "Adeus" (Canário - Aparecido Ferreira Pessoa) e "Romaria Trágica" (Anacleto Rosas Jr.), na gravadora Chantecler (hoje Warner Music).

Pouco tempo depois, Canarinho mudou seu nome artístico para Passarinho, pois já havia na época uma dupla chamada "Curió e Canarinho". E a dupla que passou a se chamar "Canário e Passarinho" gravou mais três discos 78 RPM, até que conseguiram gravar em 1963 o primeiro Long-Playing, na gravadora Continental (hoje Warner Music).

Nos anos de 1966 e 1967, eles ganharam o prêmio de Melhor Dupla do Ano. E Canário e Passarinho foram se firmando entre os principais nomes da Música Caipira Raiz, tendo gravado cerca de 29 LP's, bem como alguns Compactos (Vinil) e Discos 78 RPM, além de participações em diversos discos de vários intérpretes. Mais recentemente, gravaram 2 CD's.

Tendo sido uma dupla contemporânea da Jovem Guarda, Canário e Passarinho, em diversos shows até o início da década de 1970, costumavam fazer um "desafio" contra um cantor ou conjunto de "iê-iê-iê" (como era conhecido o "pop-rock" nos anos 60, em alusão ao "yeah-yeah-yeah" dos Beatles) nas diversas cidades onde se apresentavam, tendo vencido quase todas as vezes! Maiores detalhes podem ser vistos no verbete "Jovem Guarda e a Música Sertaneja" nas páginas 124 e 125 do livro "Enciclopédia das Músicas Sertanejas" de Ayrton Mugnaini Jr.

Outro destaque de Canário e Passarinho são os programas que gravaram em estúdio próprio, distribuindo-os depois pelas diversas emissoras de rádio. E atualmente o Passarinho apresenta o programa "Clube do Passarinho" que vai ao ar diariamente das 05:00 às 07:00 da manhã pelos 1600 kHz da Rádio Nove de Julho - AM - F.: (11) 3932-1600.

Além de composições próprias, como por exemplo, "Gaiola de Ouro" (Canário - Passarinho - Ângelo Sanches), "Eu, Ela e o Garçon" (José Ferreira - Canário - Passarinho), "Santo Reis do Amor" (Passarinho), "Rei da Viola" (Canário - Canarinho), a Dupla também tem gravado composições de autores diversos tais como "Esqueça Coração" (Roberto Stanganelli - Roberto Nunes), "Saudade de Matão" (Jorge Galatti - Antenógenes Silva - Raul Torres), "Como Eu Chorei" (Telmo de Maia), "Camisa Branca" (Vicente P. Machado - Paraíso) e "Noite de Angústia" (Benedito Seviero - Maravilhoso).

Quero destacar o CD "Camisa Branca", lançado recentemente pela Movieplay, o qual reúne diversos sucessos que consagraram Canário e Passarinho, tais como "Eu, Ela e o Garçon" (José Ferreira - Canário - Passarinho), "Gaiola de Ouro" (Canário - Passarinho - Ângelo Sanches) (a música cujo trecho o Apreciador ouve quando acessa essa página), além da bem humorada "A Véia Que O Trem Matou" (Passarinho) e também contando com a participação especial da dupla Lourenço e Lourival na faixa "Chora na Rampa Negão" (Passarinho).

Canário e Passarinho continuam se apresentando e gravando seus discos, em ocasiões especiais, mantendo fidelidade ao estilo Caipira Raiz, e exibindo inclusive composições bem humoradas em seu repertório, além de interpretações virtuosísticas na Viola e no Violão. Nas fotos à esquerda e à direita, Canário e Passarinho no excelente programa "Viola Minha Viola", na TV Cultura de São Paulo-SP, em Novembro de 2003.


Contatos para Shows:

Passarinho: (11) 8654-7166
Ou na Churrascaria Tião Carreiro:
Av. Rio Branco, 694 - Campos Elísios
01206-000 - São Paulo-SP
F.: (11) 3331-9702





E, na foto abaixo, da esquerda prá direita, Ricardinho, Passarinho e o Radialista José Francisco (que apresenta junto com Maikel Monteiro o Programa Brasil Caboclo nos 630 kHz da Rádio Paraná Educativa (e-Paraná) - AM de Curitiba-PR, no ar todos os Domingos das 07:00 às 09:00 da manhã), na Churrascaria Tião Carreiro em São Paulo-SP, no dia 26/03/2008.





Obs.: As informações contidas no texto desta página são originárias do Livro de Ayrton Mugnaini Jr. "Enciclopédia das Músicas Sertanejas" e também dos sites do Dicionário Ricardo Cravo Albin de Música Popular Brasileira e Sumaré - Notícias. Ver também mais detalhes e links na página Para saber mais... onde constam as Referências Bibliográficas sem as quais a elaboração deste site teria sido impossível.



Essa viagem pela Música Caipira Raiz continua: Clique aqui e pegue o trem, que ele agora irá para Tupaciguara-MG e São José do Rio Preto-SP: conheça um pouquinho dessa Dupla que começou ainda na adolescência a sua Carreira Musical, e cujo nome é formado pelo próprio "nome de Batismo" dos dois irmãos que a integram e se destacam respectivamente no toque da Viola Caipira e também na Composição! Conheça um pouquinho dessa Dupla que é Divino e Donizete.


Ou então, se você preferir outro compositor ou intérprete, clique aqui e "pegue outro trem para outra estação", na Página-Índice dos Compositores e Intérpretes.

















Voltar ao Topo