Goiano e Paranaense









Página Inicial


Para saber mais...


Página Índice dos Compositores e Intérpretes


Ouvir Música Caipira





Valdomiro Neres Ferreira (o Goiano) e João Roberto Alonso (o Paranaense) formaram por algum tempo uma jovem e excelente Dupla que, apesar de ter se formado na década de 1980, foi sempre autêntica e defendia "com unhas e dentes" o Estilo Caipira Raiz.

Nascido em Sítio de Abadia, próximo a Goiânia-GO, no dia 11/05/1960, Valdomiro formou inicialmente com o Violeiro Valdo de Souza (também conhecido como Valdo Viola) a dupla "Neres e Nerci", dupla essa que durou de 1978 até 1980.

Nerci (o Valdo) resolveu então tentar a sorte na Capital Paulista. Oito meses depois, porém, Valdomiro o chamou de volta a Goiânia-GO e os dois voltaram a cantar em dupla, a qual teve o nome mudado para "Neres e Nerinho".

Alguns meses depois, "Neres e Nerinho" seguiram para São Paulo-SP e, na Paulicéia Desvairada, conheceram outros Violeiros renomados, dentre os quais, o Criador e Rei do Pagode Tião Carreiro, que gostou dos acordes que Valdomiro (Neres) tirava de sua Viola.

A dupla "Neres e Nerinho", no entanto, não chegou a gravar nenhum disco e acabou se desfazendo, ainda no início da década de 1980. Nessa época, o Valdomiro formou com João Roberto Alonso a dupla "Goiano e Paranaense", enquanto que o Valdo formou outra dupla com seu irmão Valdinho.

Valdo Viola já gravou 3 CD's junto com seu irmão e a dupla já se apresentou em diversos programas de TV, comandados por renomados apresentadores, do quilate de Raul Gil, Inezita Barroso e Geraldo Meirelles.

Valdo Viola é, por sinal, um Violeiro de estúdio que vem sendo bastante requisitado para gravações, além de estar preparando um CD de Solos de Viola Caipira e também apoiando musicalmente a Dupla formada por seus irmãos "Matheus e Ariel".

João Roberto Alonso (o Paranaense) nasceu em Londrina-PR no dia 10/04/1959 e, com apenas 2 meses de idade seguiu para o Interior Paulista, na região de São José do Rio Preto-SP, onde reside até hoje.

"Goiano e Paranaense" lançaram seu primeiro LP em 1988: "Lágrimas de Pai", com composições de Lourival dos Santos, Tião Carreiro, Amaraí, Léo Canhoto, Joel Marques, Toni Viola, Domério de Oliveira e muitos outros, além do próprio Goiano.

O segundo LP, no entanto, só foi lançado seis anos depois, em 1994. Nesse período, entre diversos shows, Goiano e Paranaense sobreram um acidente de carro nas proximidades de Orlândia-SP, próximo à cidade de Ribeirão Preto-SP. Goiano dormia no banco traseiro e foi atirado para fora do veículo, tendo sofrido lesões na garganta.

Impossibilitado de cantar e praticamente sem fala durante quase dois anos, Goiano recuperou sua voz graças ao Dr. Paulo Fontes e a gravação do segundo disco foi possível. Nesse segundo disco, Goiano é autor de 9 das 12 Músicas, com destaque para "O Doutor E O Caipira" (Goiano - Geraldinho) (a Música cujo trecho o Apreciador ouve ao acessar essa página).

Goiano e Paranaense gravaram mais três discos: "A Voz do Cantador" (1996), "O Poder do Criador" (2000) e "Minha Vida, Minha Luz" (2003). A dupla também participou em diversos discos de outros intérpretes e também do DVD "100 % Caipira" (lançado pela Indie Records em 2005), interpretando "Doutor Caipira" (Abel - Benedito Seviero). Merece destaque também a participação da dupla na faixa "A Coisa Tá Feia" (Tião Carreiro - Lourival dos Santos) no CD "Saudades De Tião Carreiro - Os Amigos Cantam Seus Sucessos", lançado em 1996 pela Warner Music (06301715-2).


Clique aqui e ouça "Casa de Capim" (Ademyr Rico) interpretada por Goiano e Paranaense, que é a 10ª faixa do CD "Minha Vida Minha Luz", lançado em 2003. Esse Arquivo Musical pertence ao Site Oficial do Compositor Ademyr Rico, o qual convido a Apreciador a visitar e conhecer outros belíssimos trabalhos desse Músico.






No entanto, como "nem tudo é perfeito", a dupla "Goiano e Paranaense" se desfez no início de 2008. Goiano formou uma nova Dupla com Gustavo (Marcio Joel Moreira, nascido em Catanduva-SP no dia 12/03/1966, e que já havia cantado em "carreira-solo" em Ibirá-SP e São José do Rio Preto-SP).

E o Paranaense formou nova Dupla com Geraldo Viola, o mesmo que integrava a dupla Geraldo Viola e Dino Guedes. A título de curiosidade, Geraldo Viola, passou a escrever seu nome com "dois éles" no nome da nova Dupla formada com o Paranaense ("Geralldo Viola e Paranaense") para diferenciar do nome da Dupla anterior, já que o Dino Guedes formou Dupla com novo parceiro, mantendo no entanto, o nome original da dupla "Geraldo Viola e Dino Guedes".

Certas trocas de parceiros de Duplas realmente "fundem a cuca" de quem tenta escrever a História das mesmas... Geraldo Viola e Dino Guedes continua existindo como Dupla, no entando, não é mais o Geraldo Viola do início da respectiva Dupla; é um novo parceiro. E o Geraldo Viola da respectiva Dupla em seu início é o mesmo Geralldo Viola da Dupla "Geralldo Viola e Paranaense"...

De qualquer forma, as Duplas "Goiano e Gustavo" e "Geralldo Viola e Paranaense" também duraram pouquíssimo... É que no primeiro semestre de 2009, de acordo com informação do "Cumpadre" Cleber Vianna (idealizador da Casa Dos Violeiros em Salvador-BA, Goiano e Paranaense anunciaram que voltaram a cantar em Dupla novamente, anunciando novo CD para esse ano de 2009, para grande alegria de todos nós, Apreciadores da autêntica Música Caipira Raiz!

Conforme já havia comentado logo acima, as diversas trocas de parceiros que muitas vezes acontecem com as diversas Duplas realmente "fundem a cuca" de quem tenta escrever a Trajetória das mesmas...

De acordo com a informação do Apreciador José Costa, essa não foi a primeira vez que a Dupla "Goiano e Paranaense" se separou... Segundo José Costa, " ...'Divino e Donizete' estavam meio divorciados (dando um tempo) e, nesse tempo aconteceu o mesmo com 'Goiano e Paranaense' e tambem com 'Dombar e Darlei'; então, formou-se [a Dupla] "Divino e Paranaense", a qual gravou um disco, mas pouco passou de 6 meses. Donizete fez dupla com Dombar e durou um ano e meio. Quis o destino que o Donizeti voltasse com o Divino; os laços familiares falaram mais alto e, Graças a Deus, hoje estao bem unidos, todos empenhados em seus projetos..."

Por outro lado, o Empresário e Cantador Alexandre Farina formou em 2011 uma nova Dupla com João Roberto Alonso (o Paranaense original!!!)! De acordo com Alexandre, a nova Dupla "Alexandre e Paranaense" está para lançar seu primeiro CD pela Gravadora Allegretto, além de que o Paranaense que "voltou a cantar em Dupla com Goiano", conforme citado logo acima, é, na verdade, o Gustavo, que mudou seu nome artístico.

Resumindo tudo, a segunda Dupla "Goiano e Paranense" foi, durante algum tempo, a mesmíssima Dupla "Goiano e Gustavo". E o Paranaense, após cantar em Dupla com Goiano, Geralldo Viola e Divino, passou a cantar com Alexandre Farina que é o seu parceiro atual na Dupla "Alexandre e Paranaense"!!!

Clique aqui, veja e ouça a primeira parte do Programa Brasil Caipira, apresentado por Luiz Rocha, que foi ao ar em Novembro de 2011 pela TV Câmara: "Alexandre e Paranaense" interpretaram a belíssima Composição "Poeta Sertanejo" (Alexandre - Paranaense)!!!

Ou então, se preferir, Clique aqui, e assista ao mesmo programa na íntegra, com a participação da Dupla "Alexandre e Paranaense"!!!

E, na foto abaixo, da esquerda prá direita, Alexandre, Paranaense e o Apresentador Luiz Rocha no excelente Programa Brasil Caipira:




Como o Apreciador pode perceber, a inesquecível Dupla, "Goiano e Paranaense", além das que se formaram depois, merecem estar entre os passageiros "embarcados nesse trem". No entanto, com todas as pesquisas que tenho feito, pouquíssimo material encontrei sobre "Goiano e Paranaense".

Quero aqui convidar o Apreciador a participar desse site, enviando informações adicionais tais como a data e local de nascimento, fotos e/ou dados biográficos adicionais dos integrantes da dupla, informações que são de fundamental importância para um bom resumo biográfico.

Qualquer informação ou qualquer material útil podem ser enviados para o e-mail


ricardinho@boamusicaricardinho.com.

O nome do(s) colaborador(es) e também dos respectivos sites (se for o caso) serão mencionados nessa página dedicada à dupla "Goiano e Paranaense".

Ricardinho, o criador desse site, agradece antecipadamente a quem puder enviar qualquer material que possa ser útil para imortalizar a dupla "Goiano e Paranaense"!

Quero aqui agradecer pela preciosíssima colaboração do Violeiro Cleber Vianna, idealizador do Site Casa Dos Violeiros, e que conhece a fundo a trajetória da dupla, desde o início da década de 1980, quando "Neres e Nerinho" se apresentavam no antigo Recanto Goiano de propriedade de Divino Augusto Magalhães, na Capital Paulista. Graças a essa amizade antiga, é que existe no Site Casa Dos Violeiros a única biografia de "Goiano e Paranaense" que consegui encontrar até então.

Quero também deixar aqui o convite para que o Apreciador não deixe de conhecer esse excelente Site elaborado pelo Violeiro Cleber Vianna.

Quero aqui agradecer também ao Apreciador José Costa, que forneceu informações sobre o período no qual o Paranense cantou em Dupla com o Divino, da Dupla "Divino e Donizete"!!

Quero aqui agradecer também ao Apreciador Alexandre Farina, que forneceu informações sobre a nova Dupla "Alexandre e Paranaense", que eles formaram em 2011!!!

Muito obrigado, "Cumpadres" Cleber Vianna, José Costa e Alexandre Farina, por ajudar a manter sempre viva e registrada a História Musical Brasileira!!



E foi com profunda tristeza que a Cultura Caipira recebeu a notícia do falecimento do Goiano, aos 54 anos de idade, no dia 18/07/2014, vítima de câncer...

Goiano já estava bastante adoentado há mais de 10 meses, com problemas pulmonares, entre outros, além do câncer que o vitimou...

Goiano agora faz parte da Grande Orquestra Celestial de Violoeiros.·., Regida pelo Grande.·. Arquiteto.·. Do.·. Universo.·. ...

Goiano: Receba de Netinha e Ricardinho essa singela homenagem...




Essa viagem pela Música Caipira não pára por aqui: Clique aqui e pegue o trem, que ele agora irá para Uberlândia-MG, Goiânia-GO, Hidrolândia-GO, Osasco-SP e São José do Rio Preto-SP: Conheça essas duas jovens Duplas que, apesar de pouco tempo "na estrada", já fazem parte da História da Música Caipira Raiz, representando principalmente o Sul de Goiás, o Triângulo Mineiro e o Interior Paulista. Conheça um pouquinho da trajetória das Duplas Marcos Violeiro e Adalberto e Marcos Violeiro e Cleiton Torres.




Ou então, se você preferir outro compositor ou intérprete, clique aqui e "pegue outro trem para outra estação", na Página-Índice dos Compositores e Intérpretes.
















Voltar ao Topo