Priminho e Maninho









Página Inicial


Para saber mais...


Página Índice dos Compositores e Intérpretes


Ouvir Música Caipira







Quem não conhece a inesquecível "Moreninha Linda", que foi gravada pela primeira vez em 1960 pela inesquecível Dupla Tonico e Tinoco?

Essa belíssima "Cana Verde" é uma Composição de Tonico, Priminho e Maninho e faz parte do maravilhoso Acervo da Dupla Coração do Brasil, que gravou a mesma em diferentes épocas, tanto em "bolachão" 78 RPM, como também em LP e CD!!!

Além da "Moreninha Linda" (Tonico - Priminho - Maninho), também fizeram enorme sucesso o Valseado "Me Leva" (Priminho - Elpidio dos Santos) e o Baião "Sentimento Sertanejo" (Priminho - Zé Béttio), apenas para citar dois exemplos!!!

Apesar do enorme sucesso de suas Composições, pouquíssimo se sabe sobre a Trajetória Musical da Dupla "Priminho e Maninho"... Dados que considero importantes, como o nome de Batismo, data e local de nascimento e falecimento, eu não consegui encontrar em nenhuma publicação, nem mesmo na Internet...

Até mesmo a Discografia da Dupla é de difícil catalogação, já que, embora conhecidos LP' s e Compactos sejam citados, os mesmos praticamente "não existem" nos diversos Sites de Discografias e Memórias Musicais que conhecemos na Internet.

A contracapa do LP CH-3146, lançado em 1967 pela Chantecler, produzido pelo Priminho, é que contém algumas informações bastante resumidas sobre a Trajetória Musical de "Priminho e Maninho". É citado, por exemplo, que "Quem vê os dois passeando ou se apresentando no palco, pensa que são dois irmãos, mas na verdade, são apenas grandes amigos".

A Dupla, com certeza, existe desde o início da década de 1950, já que o mesmo texto da contracapa do referido LP (datado de 1967) também diz que "Trata-se de Priminho e Maninho, dois grandes amigos que há mais de quinze anos formam uma Dupla inseparável."

O mesmo texto menciona também que "... apesar de suas criações serem sucesso até nos nossos dias, esta é a primeira vez que gravam." Sabemos, porém, que esse pode ter sido o primeiro LP, mas não foi o primeiro Disco da Dupla, já que no mês de Maio de 1956 foi gravado pela RGE o Disco 78 RPM Nº 10009, tendo no Lado A a Toada "Mãe do Chico Mineiro" (Priminho) e, no Lado B, a Moda de Viola "Lobisome" (Francisco Lacerda - Cuiabá)!!!

A Cantora e Compositora Selma Zampieri, filha do Priminho, também nos fornece algumas informações sobre a Trajetória da Dupla "Priminho e Maninho", em seu perfil no Facebook.

Priminho era proprietário de um Circo e também representava o Palhaço "Mandiocão". De acordo com Selma Zampieri, "... ele fazia tudo, desde cantar, interpretar, ajudar a levantar a lona... Com chuva e sol, havia espetáculo, pois as pessoas não queriam ir embora..."

De fato, naquele tempo, o Circo possuía enorme importância por ser o veículo mais popular de entretenimento cultural no Brasil. Musicais, Peças de Teatro e Gincanas para Crianças, por exemplo, eram apresentadas nos Circos e atraíam enorme público, de todas as idades e classes sociais!!! Selma cantou e representou papéis infantis em Peças Teatrais dos 4 aos 8 anos de idade, ocasião na qual Priminho vendeu o Circo.

Além das apresentações no Circo, consta também que a Dupla "Priminho e Maninho" atuou também na Rádio Record e na Rádio Piratininga, ambas de São Paulo-SP. Na Rádio Piratininga, eles participavam do Programa "Noites Brasileiras", que ia ao ar as Segundas-Feiras a partir das 20h30.

Merece destaque também o Compacto Duplo por eles gravado em 1967, na Chantecler (C 33-718), com a participação de Augusto Toscano e Sandro Vilar, Disco esse intitulado "Lari Larai Contra o Iê Iê Iê", com as Músicas: "Lari Larai Contra o Iê-Iê-Iê" (Moacyr dos Santos - Lourival dos Santos), "Vem Cá" (Maninho - Piraci), "A Quermesse" (Augusto Toscano - Priminho) e "O Vento Levou" (Priminho - Zé Paioça).

Sobre esse Compacto Duplo, Ayrton Mugnaini Jr. menciona em seu livro "Enciclopédia Das Músicas Sertanejas" (Editora Letras & Letras - 2001) que "... em 1967, Augusto Toscano apresentou um programa de televisão intitulado 'Larilarai Contra o Iê-Iê-Iê', justamente em cima da rivalidade entre a Jovem Guarda e a Música Sertaneja... " Certamente, a primeira faixa desse Disco, o Desafio "Lari Larai Contra o Iê-Iê-Iê" (Moacyr dos Santos - Lourival dos Santos), foi inspirada por esse programa, lembrando também que, no tempo da Jovem Guarda, o "Iê-Iê-Iê" era o "pop-rock comercial" na década de 1960, nome com certeza oriundo do "Yeah-Yeah" dos Beatles, que também faziam enorme sucesso na mesma época!

Uma curiosidade:

A Música "Sentimento Sertanejo" (Priminho - Zé Béttio) foi gravada pela Dupla "Priminho e Maninho" num LP de 1973 (Rosicler - R-7204 - 3ª faixa). Por outro lado, a mesma Música, também intitulada "Sentimento Sertanejo" (José Fortuna - José Béttio) é a 5ª faixa do LP "Estrada da Vida" (Selo Sertanejo/Chantecler - 2.11.405.184) gravado em 1977) pela Dupla Milionário e José Rico!!!

É notável a total diferença entre as Letras das duas diferentes gravações, sendo a Melodia idêntica. Consta também nos respectivos Discos a diferença dos nomes dos Compositores!!! Apenas o nome do inesquecível José Béttio é que é comum na Autoria de ambas as gravações!!!

Clique aqui e ouça "Sentimento Sertanejo" (Priminho - Zé Béttio), interpretado pela Dupla "Priminho e Maninho", num Arquivo Musical postado no YouTube.

Clique aqui e ouça "Sentimento Sertanejo" (José Fortuna - José Béttio), interpretado pela Dupla Milionário e José Rico, num Arquivo Musical também postado no YouTube.









Como o Apreciador pode perceber, a excelente Dupla "Priminho e Maninho" merece estar entre os passageiros "embarcados nesse trem". No entanto, com todas as pesquisas que venho fazendo, pouquíssimo material encontrei sobre "Priminho e Maninho".

Quero aqui convidar o Apreciador a participar desse site, enviando informações adicionais tais como o nome completo dos integrantes das duplas, data e local de nascimento, data e local de falecimento (se for o caso), fotos, "escaneios" de capas de discos e biografias, informações que são de fundamental importância para um bom resumo biográfico.

Qualquer informação ou qualquer material útil podem ser enviados para o e-mail


[email protected].

O nome do(s) colaborador(es) e também dos respectivos sites (se for o caso) serão mencionados nessa página dedicada à dupla "Priminho e Maninho".

Ricardinho, o criador desse site, agradece antecipadamente a quem puder enviar qualquer material que possa ser útil para imortalizar a dupla "Priminho e Maninho"!




Quero agradecer também pela preciosíssima colaboração que me foi fornecida pelo Radialista, Produtor e Pesquisador Maikel Monteiro (com Ricardinho, na foto à esquerda) que produz e apresenta o excelente Programa Brasil Caboclo que vai ao ar aos Domingos às 07:00 da manhã pela Rádio Paraná Educativa (e-Paraná) de Curitiba-PR (AM 630 kHz), e que conhece a fundo a trajetória de diversos excelentes intérpretes da Música Caipira Raiz, tais como as Irmãs Galvão, Tonico e Tinoco, Nhô Belarmino e Nhá Gabriela, Tuta e Tota, Jacó e Jacozinho, Leôncio e Leonel, Abel e Caim, Luizinho, Limeira e Zezinha, Pininha e Verinha, Mineiro e Manduzinho, Mogiano e Mogianinho e também da Dupla "Priminho e Maninho", apenas para citar alguns!!!

Maikel é um excelente colaborador desse site, e me forneceu preciosíssimas fotos e informações importantíssimas, além do esclarecimento de várias dúvidas que ocorreram durante a elaboração de diversos resumos biográficos!

O resumo biográfico das Primas Miranda e das Duplas Mensageiro e Mexicano e Nízio e Nézio, por sinal, foi fornecido na íntegra pelo "Cumpadre" Maikel Monteiro!

O "Cumpadre" José Francisco da Silva (In Memoriam) também apresentou, durante vários anos, esse excelente Programa junto com o "Cumpadre" Maikel Monteiro...

Muito Obrigado, mais uma vez, "Cumpadre" Maikel Monteiro!!! Parabéns por esse gesto que enriquece e ajuda cada vez mais e de forma brilhante a Preservação da Memória Musical Brasileira!!



Obs.: As poucas informações que consegui obter para o texto dessa página são originárias do Perfil de Selma Zampieri (Filha do Priminho) no Facebook, do livro "Enciclopédia Das Músicas Sertanejas" de Ayrton Mugnaini Jr. (Editora Letras & Letras - 2001) e também dos Sites: Ponteio Caipira (do "Cumpadre" João Vilarim), Recanto Caipira (da "Cumadre" Sandra Cristina Peripato), Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, IMMUB - Instituto Memória Musical Brasileira, Fundação Joaquim Nabuco e Instituto Moreira Salles.

Ver também mais detalhes e links na página Para saber mais... onde constam as Referências Bibliográficas sem as quais a elaboração desse site teria sido impossível.



Essa viagem pela Música Caipira Raiz continua: Clique aqui e pegue o trem, que ele agora irá para a Capital Paulista: conheça um pouquinho desse excelente Acordeonista e Compositor que também foi fundador da Gravadora Chantecler, na qual participou da maioria das gravações como Técnico e onde também foi Produtor de Discos. Conheça um pouquinho da Trajetória Artística desse excelente Músico que foi Alberto Calçada, nome importantíssimo na Música Caipira Raiz e também na Seresta.




Ou então, se você preferir outro compositor ou intérprete, clique aqui e "pegue outro trem para outra estação", na Página-Índice dos Compositores e Intérpretes.























Voltar ao Topo