Zé Mulato e Cassiano - A Dupla Três Em Um









Página Inicial


Para saber mais...


Página Índice dos Compositores e Intérpretes


Ouvir Música Caipira





"Na maioria dos dicionários, o "caipira" é caracterizado, entre outras coisas, como inculto, tabaréu e preguiçoso. Ouvindo este e outros discos da Dupla Caipira Zé Mulato e Cassiano, você perceberá que foi cometido um grande erro na História da Cultura Popular Brasileira. A verdade é que Caipira é uma Cultura Riquíssima em Tradições, consolidadas durante os 500 anos da Nossa História e o Povo Caipira é quem garante o sustento da Nação, plantando, colhendo e cantando as Riquezas Naturais do nosso Brasil!"

O texto acima, escrito com bastante sabedoria por Volmi Batista, faz parte do encarte do excelente CD "Sangue Novo" da Dupla Zé Mulato e Cassiano gravado em Agosto e Setembro de 2001 em Taguatinga-DF, lançado pela VBS - Produções e Eventos, distribuído pela inesquecível gravadora Kuarup Discos e, que tem na capa uma bonita foto de Davi, filho de Cassiano, "verdadeiro Sangue Novo"! (Foto da capa do CD à direita).

Quero também "abrir um parêntesis" para ressaltar que "Sangue Novo" não é apenas o nome do CD de Zé Mulato e Cassiano lançado em 2001, porém, muito mais do que isso, um excelente projeto da VBS - Viola Brasileira Show que vem sendo brilhantemente coordenado pelo Produtor Volmi Batista e que, para nossa felicidade, vem revelando novos talentos no gênero musical Caipira Raiz e, muito mais importante, dando liberdade de criação ao Artista, projeto esse que é totalmente diferente da maioria das gravadoras excessivamente mercantilistas que muitas vezes se esquecem de valorizar a Arte e o Verdadeiro Talento de tantos excelentes Músicos e Compositores de nossa Boa Música Brasileira.

"Graças à dedicação e ao talento desses dois irmãos, temos a mais absoluta certeza de que a Verdadeira Música Caipira de Raiz não morrerá jamais!"

O Comentário acima é de Zé Venâncio (cantor e compositor de "Rio Corumbá", terceira faixa do CD "Braza Viva" da dupla Zé Mulato e Cassiano - foto da capa do mesmo abaixo à direita - lançado pela "Discos Chororó / Madrigal Com. de Discos, Fitas e Editora" - CDC 10142).

José das Dores Fernandes (12/08/1949) e João Monteiro da Costa Neto (19/04/1955), que adotaram os nomes artísticos "Zé Mulato e Cassiano" formam nos dias de hoje a Mais Autêntica Dupla Caipira Brasileira. Combinando, o romantismo da dupla "Zé Carreiro e Carreirinho", o modo de tocar a Viola que nos faz lembrar " Tião Carreiro e Pardinho" e também o bom humor que nos faz lembrar das inesquecíveis sátiras das saudosas duplas Alvarenga e Ranchinho e Jararaca e Ratinho, "Zé Mulato e Cassiano" formam o que conhecemos como a "Dupla Três em Um".

Como se já não bastassem tantas qualidades juntas, Zé Mulato é também um verdadeiro poeta que consegue, mesmo nos dias de hoje, mostrar-nos os verdadeiros anseios, sentimentos, alegrias, tristezas e verdades do Nosso Mundo Rural, do Nosso Caipira. A poesia que Zé Mulato extrai desse mundo, explorando tanto os temas mais simples, como também os temas mais profundos e ligados à reflexão da "complexa existência humana", faz dele um dos maiores compositores da Música Caipira Raiz que conhecemos atualmente, em atividade!

Zé Mulato também compôs uma belíssima página musical juntamente com o saudoso Xavantinho e teve nele um parceiro fiel e igualmente talentoso para a recriação e preservação do universo do nosso riquíssimo e inesgotável Folclore.

Basta ouvir a belíssima composição "Meu Céu" (Xavantinho - Zé Mulato) presente nos CD's "Pena Branca Canta Xavantinho" e "Viola Quebrada" lançados pela inesquecível gravadora Kuarup Discos, onde a belíssima página musical é interpretada pelo grupo Viola Quebrada de Curitiba-PR juntamente com a dupla Pena Branca e Xavantinho. Esse maravilhoso trabalho foi a última gravação do saudoso Xavantinho.

Lamentavelmente, porém, os dois excelentes CD's acima estão "fora de catálogo", pois a Kuarup Discos se viu obrigada a encerrar suas atividades, no início de 2009, após mais de 30 anos de Excelente Atividade... Resta-nos a esperança de que esse Acervo Musical não seja perdido e que os respectivos CD's e DVD's sejam adquiridos por outra Gravadora/Produtora o mais breve possível, retornando assim aos catálogos de vendas...

"Meu Céu", na interpretação de Zé Mulato e Cassiano também está presente no CD da dupla lançado em 1998 (intitulado "Meu Céu"), o sexto disco de carreira deles e, com este CD, Zé Mulato e Cassiano conquistaram o conceituado Prêmio Sharp na categoria de Melhor Dupla Regional.

"...Não é o Céu,
conforme eu aprendi,
Mas se Deus achar por bem,
Pode me deixar aqui..."



Filhos de um Lider Protestante na cidade de Passa Bem-MG, onde nasceram (cidade que se localiza na Zona da Mata Mineira, próximo à Itabira-MG), os irmãos Zé Mulato e Cassiano adquiriram o conhecimento musical vendo e ouvindo o que acontecia ao seu redor durante a infância.

Aos 12 anos, Zé Mulato começou a tocar sozinho, pegando violas emprestadas em festas que tinham lugar em Passa Bem-MG. Tentava "dar uma canja" e os mais velhos o repeliam ("Êh menino enjoado!..."). O menino só sossegou quando conseguiu uma viola da marca "Rei dos Violões" (hoje Zé Mulato toca uma Viola da marca ADEN, fabricada pelo Sr. João Alves e seu filho Alexandre, em Brasília, onde a dupla reside atualmente).

E tudo começou em 1972, no Planalto Central: Zé Venâncio e Saulino (hoje não mais existentes como dupla) tinham sido contratados para uma apresentação em praça pública, por ocasião da inauguração de uma farmácia na "Cidade Satélite" de Ceilândia no Distrito Federal e, no início do espetáculo, surgiram no meio daqueles maravilhosos "Candangos", dois jovens mineiros simpáticos e bastante desinibidos. O mais alto dos dois, "com a maior cara-de-pau", chegou para os titulares do show dizendo:

"Eu e meu irmão gostamos de bater uma Violinha, quem sabe vocês deixa nós cantar uma Moda no show dos "ceis", nós nunca cantemo assim pra tanta gente...".

E os dois mineirinhos até então desconhecidos fizeram a abertura da festa e foram bastante aplaudidos pelo público presente. Iniciava-se naquele momento a trajetória artística desses dois "Monstros Sagrados" da Música Caipira!

Seis anos depois, Adauto Ezequiel, o Carreirinho, que ficara encantado com a semelhança observada na interpretação de Zé Mulato e Cassiano com a dupla "Zé Carreiro e Carreirinho", levou-os para a Capital Paulista e, naquele momento, foi gravado o primeiro disco da "Dupla Três Em Um" ("Recordando Zé Carreiro e Carreirinho" - pela "Discos Chororó / Madrigal Com. de Discos, Fitas e Editora" - 1978 - foto da capa à direita), com o repertório todinho da dupla imitada, tendo o disco contado com a produção do próprio Carreirinho (desconheço qualquer remasterização em CD desse primeiro disco de Zé Mulato e Cassiano).

Vale lembrar também que, ainda na década de 70, os mineiros de Passa Bem-MG também cantavam no programa "Ranchinho da Palha" na Rádio Alvorada de Brasília, onde tinham passado a morar.

A "Dupla Três Em Um" vem crescendo no conceito dos amantes da Música Caipira de Raiz e, a cada trabalho, a dupla se realiza, tanto no disco como também nas apresentações por esse imenso Brasil afora. Zé Mulato e Cassiano são aplaudidos e respeitados, não só pela bela e afinada interpretação, como também pela qualidade de Zé Mulato como excelente compositor e poeta, conforme já foi mencionado logo acima.

A dupla chegou a passar vários anos à procura de uma gravadora; depois de 1982 quando foi lançado o LP "Louco Amor" pela Tocantins, a dupla só voltou a gravar um novo disco de carreira em 1997 (o já mencionado "Meu Céu", pela gravadora Velas, agraciado com o Prêmio Sharp 1998). Entre esses dois lançamentos, eles participaram da coletânea "Ao Capitão Furtado - Marvada Viola" lançada em LP em 1986 e remasterizada em CD em 1997. No entanto, jamais cederam aos "interesses comerciais que tanto podam a criatividade do artista".

Sempre preferiram a concepção original de Música Caipira e, como conseqüência, permanecem "longe das gravadoras" devido à pejorativa "revolução" da "chamada música sertaneja", a qual resultou na falta de purismo das duplas que usam na atualidade a instrumentação eletrônica; os dois irmãos da Zona da Mata Mineira mencionaram que "...as gravadoras queriam nos "bregar". Mas fazemos questão de conservar nosso purismo. Não quero ser sofisticado e podem me chamar de conservador neste sentido. Modernizar, para mim, é aprender mais e tocar melhor", declarou Zé Mulato que também menciona que a dupla não é "escrava da moda nem da mídia". "As letras mostram que ser caipira é uma opção, não é matutismo ignorante. Elas falam de humor, paixão e protesto. Tem até gozação com uma dupla que falou que "éramos quadrados". Fazemos o que gostamos. Ficar com um pé lá e outro cá é "prostituição cultural"..."

E mesmo nesse período sem lançamentos, Zé Mulato e Cassiano não deixaram de fazer shows por esse imenso Brasil, transmitindo a verdadeira Música Caipira Raiz em todos os lugares por onde passaram. Sempre fiéis ao estilo, receberam também a ajuda de Pena Branca e Xavantinho que foi quem os apresentou à gravadora Velas.

"A gente fica satisfeito vendo a garotada de 16, 18, 20 anos, que vai aos nossos shows se aproximar do palco e pedir mais Moda de Viola. É sinal que nem tudo tá perdido. Somos fiéis a esse tipo de música, que já nos deu um Prêmio Sharp, pelo CD anterior (Meu Céu)". Comemora Zé Mulato em entrevista concedida ao Jornal "Correio Brasiliense".

"Somos Caipiras com Muita Honra!"

Clique aqui e veja algumas notas da Imprensa sobre a dupla Zé Mulato e Cassiano no site da VBS - Viola Brasileira Show.

"Se me chamam de Caipira
Fico até agradecido,
Pois falando sertanejo
Eu posso ser confundido..."

"Navegante das Gerais" (Zé Mulato - Cassiano) (A Música cujo trecho o Apreciador ouve ao acessar essa página)



Zé Mulato e Cassiano, conforme já disse, são considerados como a Melhor e Mais Autêntica Dupla Caipira Raiz da atualidade e, quem realmente gosta de duplas caipiras consagradas tais como "Raul Torres e Florêncio", "Tonico e Tinoco", "Tião Carreiro e Pardinho" ou "Pena Branca e Xavantinho", não deve jamais deixar de conhecer o trabalho dos irmãos mineiros que vivem atualmente no Planalto Central.

Zé Mulato e Cassiano participaram recentemente do programa "Viola Minha Viola" apresentado pela Comendadora Inezita Barroso, na TV Cultura de São Paulo e que foi ao ar em 04/06/2003, onde eles cantaram suas composições "Mágoa de Cantador" (Zé Mulato - Cassiano), "Violeiro" (Zé Mulato), "Terra Prometida" (Zé Mulato - Cassiano) e também a composição de Carreirinho "Ai Amor" que constava no primeiro disco que, conforme já mencionei nessa página, foi gravado em 1978, incentivado pela dupla Zé Carreiro e Carreirinho.

"Nóis é meio suspeito porque nóis é fã de nóis também..." Frase dita por Cassiano no "Viola Minha Viola" que foi ao ar em 04/06/2003 pela TV Cultura de São Paulo.

No início de 2004, por ocasião do IV Encontro de Folias de Reis do Distrito Federal (ver logo abaixo), foi lançado pela excelente produtora VBS - Viola Brasileira Show, o CD 25 Anos, no momento em que a "Dupla Três Em Um" também comemorou o Jubileu de Prata do lançamento do primeiro disco ("Recordando Zé Carreiro e Carreirinho" - pela "Discos Chororó - Madrigal Com. de Discos, Fitas e Editora" - 1978 - já mencionado nessa página - e que contou com a produção do próprio Carreirinho). Esse CD pode ser adquirido diretamente com o Produtor Volmi Batista na VBS - Viola Brasileira Show.

E, no segundo semestre de 2005, foi lançado o 10º. disco de carreira (5º CD) de Zé Mulato e Cassiano, intitulado Dias Melhores. Com 17 composições inéditas até então, a "Dupla Três Em Um" nos brinda mais uma vez com um excelente trabalho musical, com destaque para a faixa-título "Dias Melhores" (Zé Mulato), "Quando Deus Dá A Farinha" (Zé Mulato) e também a bem-humorada "O Drama Da Dieta" (Zé Mulato - Cassiano), além da igualmente bem humorada crítica à política em "Mensalão" (Zé Mulato - Cassiano).

De acordo com Marcel De Brot, Jornalista, Músico e Poeta, num excelente comentário no encarte do CD, temos em "Dias Melhores" a " Consciência cívica e valorização da cidadania com música de alta qualidade. Língua Afiada, Poesia Pura, Viola Afinada, Violão Parceiro e Vozes na Medida. Assim traduzo "Dias Melhores", esse belíssimo disco de Zé Mulato e Cassiano, o 10º. da carreira. Algo inusitado se levarmos em conta que se trata das origens da Música de Raiz. Mas não para quem conhece esses dois grandes talentos. Herdeiros do que há de melhor no Cenário Musical Caipira realmente autêntico, Zé Mulato e Cassiano trazem à tona a sensibilidade aguçada comum ao Homem do Campo. Solidariedade, pureza da alma, senso crítico e bom-humor andam juntos em cada faixa de 'Dias Melhores'. Do questionamento levantado em versos como 'Quem valoriza a existência não pode viver chorando, faça tudo prá sorrir, aproveitando os momentos, pois os revezes da vida nem sempre são sofrimentos' à simples brincadeira sobre dietas, num claro foco social entre o rico e o pobre, fazem de uma conversa de compadres na roça uma oportunidade rara para filosofar sobre os destinos do homem na terra. É o que acontece em 'Quando Deus dá a farinha o diabo carrega o saco' ou em 'Feras humanas eliminam o pequeno para não dividir o pão', ao falar sobre a guerra entre potências, enquanto o Planeta está morrendo pela destruição da Natureza, patrocinada pelo próprio homem. No fundo de uma abordagem simples, matreira, inteligente, alegre e original, Zé Mulato e Cassiano dão uma importante contribuição à Humanidade, do seu jeito, à sua moda, de Viola em punho (...) 'Dias Melhores' segue uma trilha de sucessos de uma dupla com 27 anos de carreira que nunca abriu mão das suas origens. Zé Mulato e Cassiano, para mim, que respiro Música e Poesia, que respiro Arte, é o Mais Puro Oxigênio, é um brinde ao Talento e ao Profissionalismo."

E a VBS - Viola Brasileira Show lançou em 2009 o excelente álbum triplo em comemoração aos 30 anos de carreira da dupla "Zé Mulato e Cassiano", que consiste num CD com Músicas cantadas, todas inéditas ("Sertão Ainda É Sertão" - VBS-010), além de um CD Instrumental com a dupla tocando Viola e Violão ("Zé Mulato & Cassiano - Instrumental" - VBS-011) e um DVD-Documentário dos 30 anos de carreira da excelente "Dupla Três Em Um" ("Documentário - 30 Anos")!!

De acordo com Volmi Batista, Empresário da Dupla, "Zé Mulato e Cassiano continuam prestando serviço de utilidade pública ao Brasil por meio da Música. Depois de satirizar as diversas fases da potencia masculina, em 'O homem E A espingarda', ironizar o gesto do Ex-Presidente Fernando Henrique, que chamou o povo brasileiro de Caipira, sugerindo ser um povo atrasado em 'Navegante Das Gerais', sugerir uma receita pratica para o problema de obesidade em 'O Drama Da Dieta', lança agora no seu mais recente disco com Músicas inéditas 'O Doutor Dos Anéis", uma bem humorada conversa musicada entre dois Caipiras sobre o preconceito com relação ao exame da próstata, o famoso 'toque'..."

E, como se tudo isso não bastasse, no CD "Zé Mulato & Cassiano - Instrumental" a excelente Dupla, tendo Zé Mulato na Viola e Cassino no Violão, surpreende com primorosas interpretações de antigos sucessos da Dupla, além de gravações inéditas, com destaque para "Tarde No Sertão" (Zé Mulato - Daniel Fernandes), "Sapo Cururu" (Braz da Viola), "Saudade de Matão" (Antenógenes Silva - Jorge Gallati - Raul Torres) e "Meu Céu" (Xavantinho - Zé Mulato), apenas para citar algumas!!

Trata-se de um maravilhoso trabalho, indispensável não apenas a quem já conhece e Aprecia a excelente Dupla "Zé Mulato e Cassiano", como também para quem deseja conhecer melhor a trajetória dos dois irmãos da Zona da Mata Mineira, já que o DVD mostra preciosíssimas imagens do início da carreira da Dupla, além de apresentações em diversos excelentes programas de Música Caipira (como por exemplo, o Viola Minha Viola, apresentado pela "Madrinha" e Comendadora Inezita Barroso, na TV Cultura de São Paulo)!

O CD "Zé Mulato & Cassiano - Instrumental" conta também com a participação de Fabinho (Baixo). E o CD "Sertão Ainda É Sertão" conta com a participação de Grillo (Acordeon), Fabinho (Baixo) e Moranguinho (Percussão), além do "Backing Vocal" a cargo de Claudinha Backing, Tiago Scafuto, Pedro Eduardo e Loyd Moraes.

Esse maravilhoso álbum com dois CD's e um DVD pode ser adquirido diretamente da VBS-Viola Brasileira Show acessando o site, ou pelos telefones (61) 3301-1267 e (61) 9964-7945, diretamente com Volmi Batista ou sua Esposa Geralda Luzia!

Ricardinho, o criador desse site, recomenda esse Álbum, imperdível para quem aprecia de verdade a Autêntica Música Caipira Raiz!!!

E, nesse segundo semestre de 2013, "saiu do forno", lançado pela VBS - Viola Brasileira Show, produzido pelo Volmi Batista da Silva, o CD "Ciência Matuta" (VBS-014), que é o 13° Disco de Carreira dessa excelente Dupla Caipira Raiz!!!

O texto no encarte do CD menciona, nas palavras do excelente Compositor Luiz Faria, que "Depois de quatro anos sem gravar, eis novamente a dupla 'Zé Mulato e Cassiano' a enriquecer ainda mais, não só o próprio repertório como também a antologia de canções do gênero de que são expoentes.

Gravando sempre com altíssima qualidade nos estúdios de Brasília-DF, agora os interpretes maiores da Músicas Cabocla Contemporânea buscaram novos ares, e foram produzir em São Paulo, sob a batuta do maestro Mário Campanha, este álbum que é um dos melhores em sua brilhante Carreira. Ganha a discografia violeira este magistral presente da Cultura Musical Brasileira; ganhamos igualmente todos nós os que admiramos a verdadeira Arte Matuta, na sua pureza sem artifícios mentirosos...

Parabéns aos irmãos Zé Mulato e Cassiano – Duplo Esteio da Resistência Cultural Caipira!!! O Brasil há muito os reconhece, razão por que estará continuamente a enaltecer-lhes a gloria merecida pelo preeminente serviço prestado ás tradições do Sertão, de cujas Raízes são legítimos Defensores."


O Repertório desse CD é formado por 15 belíssimas Composições Musicais, a maioria das quais de autoria do próprio Zé Mulato, e brinda o Apreciador com belíssimos temas que são abordados nas Letras das Composições, tais como a Faixa-Título "Ciência Matuta" (Zé Mulato), em ritmo de Cururu, que é uma "verdadeira aula da chamada Medicina Caseira", a Moda de Viola "A Represa" (Zé Mulato), na qual Zé Mulato, que reside na beira da Represa Corumbá 4, expõe sua franca opinião sobre o que está acontecendo com os rios e seus ribeirinho hoje em dia no Brasil.

Já na Querumana "Fundação Pio XII" (Zé Mulato - Antônio de Campos), Zé Mulato presta Uma homenagem ao Hospital do Câncer de Barretos-SP, onde Zé Mulato recorreu há pouco tempo para se curar de uma leucemia.

O Apreciador também tem contato com a "veia humorística" da Dupla, ouvindo a 13ª faixa, que é o Samba "Arma Secreta" (Zé Mulato), que é uma bem humorada "crítica social" ao "Ricardão", que "vai dançar bonito na corda bamba" ...

O CD também brinda o Apreciador com uma homenagem ao saudoso Carreirinho na 5ª faixa, que é o Cururu intitulado "Carreirinho Foi Embora" (Palmito), relembra o acidente sofrido por Zé Mulato, em 2003, na 6ª faixa que é a Moda de Viola intitulada "Triste Passagem" (Zé Mulato) e homenageia também os Novos Talentos da Música Caipira Raiz no Rasqueado "Juventude Na Viola" (Zé Mulato - Cassiano), que é a 10ª faixa do CD!!!

Esse maravilhoso CD foi produzido por Volmi Batista da Silva e conta com as participações de Mário Campanha (Contrabaixo e Percussão), Marinho Barbosa (Acordeon), além do já consagrado toque da Viola, pelo Zé Mulato, e do Violão, pelo Cassiano, e pode ser adquirido diretamente da VBS-Viola Brasileira Show acessando o site, ou pelos telefones (61) 3301-1267 e (61) 9964-7945, diretamente com Volmi Batista ou sua Esposa Geralda Luzia!!!

Ricardinho, o criador desse site, recomenda esse CD, imperdível para quem aprecia de verdade a Autêntica Música Caipira Raiz!!!

Lamentavelmente, é muito difícil encontrarmos os CD's anteriores de Zé Mulato e Cassiano à venda. E, dos cinco LP's (1978 - 1982), desconheço qualquer remasterização disponível em CD, exceto o "Braza Viva" (acima à direita), que foi o terceiro disco de carreira da dupla, o qual chegou a ser remasterizado em CD, no entanto, foi muito pequena a tiragem do mesmo.

A gravadora Velas, por outro lado, chegou a reeditar o "Meu Céu" em "Segunda Edição", CD esse que, conforme já mencionei acima, foi agraciado com o Prêmio Sharp em 1998. No entanto, o lançamento seguinte, "Navegante das Gerais", excelente CD, feito com muitíssimo bom gosto, encontra-se fora de catálogo e sem previsão para a mais do que merecida "Segunda Edição".

Para nossa felicidade, os CD's Sangue Novo, 25 Anos e Dias Melhores estão disponíveis e podem ser adquiridos através da própria VBS-Viola Brasileira Show. Os CD's supramencionados têm uma característica em comum: a direção musical dos mesmos foi da própria dupla Zé Mulato e Cassiano; e as Composições inéditas do CD "Sangue Novo" renderam a Zé Mulato e Cassiano o Prêmio TIM, como melhor Dupla Regional Brasileira.

E, no CD 25 Anos, lançado no início de 2004, Zé Mulato e Cassiano regravaram uma seleção de excelentes trabalhos dos discos anteriores, tanto em composições próprias, como também de autoria do Carreirinho, rememorando a brilhante carreira artística da Dupla Três Em Um, tendo também um excelente trabalho gráfico de Silvio Ferigato da Comunicare Editora Multimeios Ltda.

E todo esforço é recompensado: vale a pena ouvir essa excelente Dupla Caipira Raiz!!.

Por outro lado, também tive a felicidade de adquirir (em contato com o próprio Braz da Viola) o CD "Feito na Roça", que tem também participação especial de Zé Mulato e Cassiano, juntamente com outros grandes nomes da Música Caipira Raiz, tais como Inezita Barroso, Pereira da Viola e Paulo Freire, além da participação da Orquestra de Viola Caipira de São José dos Campos-SP, sob a regência de Braz da Viola.

A idéia deste CD, como Braz da Viola menciona no encarte, foi a gravação da Viola Caipira em seu ambiente natural. Foram três dias em contato com a natureza (24, 25 e 26/04/1998) no Sítio Santa Tereza na Serra da Mantiqueira em São José dos Campos-SP. E o trabalho foi gravado ao ar livre. Zé Mulato e Cassiano (foto acima à esquerda do encarte do respectivo CD) participaram interpretando "Encontro de Bandeiras" (Tavinho Moura - Xavantinho), "O Homem e a Espingarda" (Zé Mulato - Churrasco) e "Vale Verde" (Daniel Fernandes).

Zé Mulato e Cassiano também têm participação especial no CD "Ao Capitão Furtado - Marvada Viola" (lançado em Vinil em 1986 e, para nossa felicidade, remasterizado recentemente em CD pela Atração Fonográfica, fazendo parte da Série "Acervo FUNARTE - Música Brasileira"), com a participação de Sivuca, Rolando Boldrin, Roberto Corrêa, João Lyra, Adelmo Arcoverde, entre outros, além de Zé Mulato e Cassiano, que participam com as músicas "O Homem e a Espingarda" (Zé Mulato - Churrasco) e "Sertão do Laranjinha" ( Capitão Furtado - Tonico - Tinoco).

A "Dupla Três Em Um" participa também do CD "Violeiros do Brasil" (por sinal, um excelente trabalho da gravadora Núcleo Contemporâneo, gravado ao vivo no Teatro SESC-Pompéia em São Paulo-SP, em Agosto de 1997), com a música "O Caipira de Gravata" (Zé Mulato). Também participam desse CD, entre outros, Almir Sater, Roberto Corrêa, Paulo Freire, Renato Andrade, Passoca e Zé Coco do Riachão.

Clique aqui e conheça a Discografia de Zé Mulato e Cassiano no site da VBS - Viola Brasileira Show.

Clique aqui e conheça o Site Oficial de Zé Mulato e Cassiano, dentro do site da VBS - Viola Brasileira Show.


Contato para shows:
(Falar com Volmi Batista)
(61) 3301-1267
(61) 3301-5888
(61) 9964-7945

e-mail: [email protected]



Quero aqui parabenizar a "Dupla Três Em Um" pelos diversos Prêmios conquistados, dentre eles, o Prêmio TIM de Música Brasileira (antigo Prêmio Sharp) como "Melhor Dupla - Categoria Regional" que Zé Mulato e Cassiano conquistaram no Teatro Municipal do Rio de Janeiro-RJ no dia 23/07/2003, merecidamente, pelo seu excelente trabalho pela Música Regional!! Sobre esse Prêmio TIM (foto à direita), foi publicado pelo Correio Brasiliense um excelente artigo intitulado O Estilingue Feliz da Vida, onde Zé Mulato menciona que "...a conquista do Prêmio Tim foi a vitória do estilingue contra a metralhadora...".

Parabéns, Zé Mulato!!! Parabéns, Cassiano!!! O trabalho autêntico de gente como vocês é o "combustível" e o incentivo que encontro para continuar desenvolvendo este site dedicado à Boa Música Brasileira com ênfase especial à nossa Música Caipira Raiz!! Continuem firme defendendo a Boa Música de Nossa Terra e Nossa Gente!!!


Quero aqui agradecer ao Produtor Volmi Batista da VBS - Viola Brasileira Show que me convidou para assistir ao IV Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal, que teve lugar na Unidade Demonstrativa do Pró-Rural na Granja do Torto, nos dias 30/01, 31/01 e 01/02/2004 na Capital Federal.

Nesse encontro, além de conhecer e ver o esforço para a preservação dessa modalidade do nosso riquíssimo Folclore, também pude assistir a excelentes apresentações de Carreiro e Carreirinho, Pereira da Viola, Jackson Antunes, Vanderley e Valtecy, Fernando e Osmair além de Zé Mulato e Cassiano que se apresentaram pela primeira vez após o acidente ocorrido com Zé Mulato em 17/11/2003.



Foi realmente indescritível a emoção de ver Zé Mulato e seu irmão Cassiano iniciando o show com a música "Saudação" (Zé Mulato - Cassiano) após o susto que todos nós tomamos em Novembro passado!!


"Aqui estou, minha gente aqui estou
Prá cantar prá senhora e pro senhor
Prá cantar prá senhora e pro senhor..."


Parabéns, Volmi!! Esse período que passei em Brasília foi muito bom, não só por ter aumentado minha Cultura, mas também e, principalmente, por ter percebido que, graças a sua iniciativa e ao Projeto Sangue Novo, o Caipira Raiz tem de tudo para vencer a "luta de estilingue contra metralhadora" como diz o excelente Zé Mulato!!

E é maravilhoso perceber que "o número de estilingues está cada vez maior", graças a iniciativas como essa!! E, logo abaixo, Zé Mulato e Cassiano, com Ricardinho, em momento descontraído no dia 30/01/2004, no IV Encontro de Folia de Reis do Distrito Federal:



E, na foto abaixo, em 30/01/2004, Ricardinho, Carreiro, Zé Mulato, a Deputada Distrital Eliana Pedrosa, Carreirinho e Cassiano, também no IV Encontro de Folias de Reis do Distrito Federal.



E, graças à Deputada Distrital Eliana Pedrosa e seu PROJETO DE LEI N.º 136/2003, este importantíssimo evento foi incluído no Calendário de Eventos Oficiais do Distrito Federal e o mesmo realizar-se-á anualmente no último fim de semana do mês de Janeiro, sob a coordenação de Volmi Batista, Produtor da VBS - Viola Brasileira Show!

Mais importante ainda, o PROJETO DE LEI N.º 136/2003 passou a ser a Lei Nº. 3.252/03 de 30/12/2003, que inclui no Calendário de Eventos Oficiais do GDF o "Encontro de Folia de Reis", Lei essa de autoria da Deputada Distrital Eliana Pedrosa.

E, de acordo com Zé Mulato, "Brasília é uma verdadeira Arca de Noé da Cultura Brasileira". A afirmação foi feita por ele durante o encontro com a Deputada Distrital Eliana Pedrosa na abertura do IV Encontro de Folia de Reis. Para Zé Mulato, "em Brasília estão preservadas as principais manifestações artísticas do País".

Zé Mulato também agradeceu à Deputada pelo esforço em conseguir aprovar a Lei que inclui no Calendário Oficial do DF o Encontro de Folia de Reis, conforme já mencionado, além de garantir cerca de R$ 70 mil por ano no Orçamento do Governo, para pagar os gastos com a estadia dos Foliões que participam do Encontro. Segundo Zé Mulato, Eliana Pedrosa é uma das poucas pessoas na Política que realmente defende a nossa Cultura de Raiz!

E, na foto abaixo, também em 30/01/2004, Carreirinho, Zé Mulato e Cassiano, num momento muito especial e repleto de emoção no IV Encontro de Folias de Reis do Distrito Federal, pois foi a primeira aparição em público de Zé Mulato, após o susto que todos nós tomamos com o acidente na estrada com ele ocorrido em Novembro de 2003.





Tive também a felicidade de rever a "Dupla Três Em Um" por ocasião do II Encontro de Violeiros que teve lugar em Ribeirão Preto-SP no dia 14/03/2004. Na foto abaixo, Zé Mulato e Cassiano, participando do excelente show, num momento que também foi repleto de emoção, já que foi a segunda aparição em público de Zé Mulato, após o susto que do acidente de Novembro de 2003. E, desse show, o qual contou também com a participação de diversos excelentes intérpretes tais como Pereira da Viola, Paulo Freire, Arnaldo Freitas, Fernando Deghi, Fernando e Osmair, Simões e Santana, Zeca Collares, Aparício Ribeiro, Ivan Vilela, Inezita Barroso, Celia e Celma, além da Orquestra Paulistana de Viola Caipira, sob a regência do Maestro Rui Torneze, deverá ser lançado dentro em breve um Álbum Triplo com os melhores momentos!! Aguardem comentários sobre o mesmo!





E, na foto abaixo, da esquerda prá direita, Cassiano, Ricardinho e Zé Mulato, logo após a apresentação da "Dupla Três Em Um" no mesmo Encontro:




Na foto abaixo, da esquerda prá direita, Zé Mulato, o Radialista e Pesquisador Maikel Monteiro (que apresenta o Programa "Brasil Caboclo" nos 630 kHz da Rádio Paraná Educativa (e-Paraná) - AM de Curitiba-PR, no ar todos os Domingos das 07:00 às 09:00 da manhã) e Cassiano, em Curitiba-PR. Foto de autoria do Radialista José Francisco (que também apresenta o mesmo programa juntamente com o Maikel Monteiro).




Na foto abaixo, da esquerda prá direita, Zé Mulato e Cassiano, por ocasião da apresentação em Brasília-DF no dia 27/01/2007, quando pude mais uma vez apreciar de perto o indiscutível talento dessa excelente Dupla Caipira Raiz:





E, nas duas fotos abaixo, Ricardinho ao lado de Cassiano, e Zé Mulato, entre Ricardinho e Netinha (minha esposa), após a excelente apresentação que teve lugar em Brasília-DF no dia 27/01/2007:





Na foto abaixo, Zé Mulato e Cassiano, por ocasião da comemoração dos 30 anos do programa Viola Minha Viola no Auditório Ibirapuera em São Paulo-SP, no dia 17/06/2010:





Voltei a me encontrar com a excelente Dupla no dia 18/01/2011, por ocasião do Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira, no Minas Centro, em Belo Horizonte-MG! "Zé Mulato e Cassiano" receberam o Prêmio Rozini na Categoria "Dupla Masculina".

Da esquerda prá direita, Karen, Zé Mulato, Ricardinho, Cassiano e Kleuton, no mesmo dia, no SESC Venda Nova, momentos antes da premiação que teve lugar no Minas Centro. A jovem Dupla Kleuton e Karen recebeu o Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira, na Categoria "Dupla Revelação"!




E, na foto abaixo, Zé Mulato e Ricardinho, no mesmo dia 18/01/2011, no SESC Venda Nova em Belo Horizonte-MG:




Na foto abaixo, um momento descontraído de Zé Mulato, Sérgio Reis e o Radialista Roldão Bueno, na mesma noite de 18/01/2011, no auditório do Minas Centro, em Belo Horizonte-MG, após a entrega do Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira! Serjão recebeu o Prêmio Rozini, na Categoria "Homenageados", enquanto que o Radialista Roldão Bueno foi premiado na Categoria "Programa De Rádio" pelo seu excelente Programa Casa de Caboclo, que vai ao ar aos Sábados, das 13:00 às 14:30, nos 1380 kHz da Rádio Integração AM de Toledo-PR!




No mesmo auditório, no dia 18/01/2011, Zé Mulato e o Radialista Roldão Bueno! Nas poltronas de trás, a Dupla Mineira Celia e Celma!




Na foto abaixo, no mesmo auditório do Minas Centro, na inesquecível noite de 18/01/2011, o Radialista Roldão Bueno, ao lado de Cacique e Pajé, "Zé Mulato e Cassiano" e Ricardinho! Assim como "Zé Mulato e Cassiano", a excelente Dupla Cacique e Pajé também recebeu o Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira na Categoria "Dupla Masculina"!




E, na foto abaixo, no saguão do Minas Centro, na noite da Premiação, da esquerda prá direita, Ricardinho, o Violeiro Joacy Ornelas e Volmi Batista da Silva! Joacy Ornelas foi agraciado na Categoria "Evento De Viola", pelo seu excelente trabalho nos "Encontros de Violeiros e Seminário da ANVB", enquanto que Volmi Batista foi contemplado na Categoria "Produtos (CD/DVD/Livro)" pelo excelente Álbum triplo "Zé Mulato 30 Anos"! Volmi Batista é Proprietário da Empresa Viola Brasileira Show e é o Empresário da excelente Dupla "Zé Mulato e Cassiano"!




Clique aqui, veja e ouça Zé Mulato e Cassiano contando um pouquinho de sua história com a Viola, num artigo selecionado pela Bolsa Funarte de Produção Crítica sobre as interfaces dos Conteúdos Artísticos e Culturas Populares, num arquivo postado no YouTube pelo Acervo Origens - Um Brasil de Viola.



Obs.: As informações contidas no texto desta página são originárias principalmente do Site da VBS - Viola Brasileira Show e também do Dicionário Cravo Albin de Música Popular Brasileira. Ver mais detalhes e links na página Para saber mais... onde constam as Referências Bibliográficas sem as quais a elaboração deste site teria sido impossível.





Essa "viagem de trem" pelo Interior Musical do Brasil não pára por aqui: conheça agora um pouquinho de um time que embeleza ainda mais a Música Capira Raiz: Clique aqui e pegue o trem que ele agora irá passar por diversas cidades onde nasceram e se criaram essas Grandes Mulheres, muitas das quais bastante batalhadoras! A próxima página é dedicada às Duplas Femininas.



Ou então, se você preferir outro compositor ou intérprete, clique aqui e "pegue outro trem para outra estação", na Página-Índice" dos Compositores e Intérpretes.

















Voltar ao Topo